Cofre PorquinhoNo fim do mês, as contas apertaram e os empréstimos parecem gritar e soar como a melhor das soluções? Pois é, a gente sabe que o dinheiro de empréstimo vem bem fácil para seu bolso e realmente resolve seu problema. Momentaneamente.

Fique esperto pois não adianta que a economia esteja crescendo ou estável. O governo pode aumentar a taxa Selic e os juros dos empréstimos podem subir muito.

  • Empréstimos Pessoa Física costumam ter taxas melhores e é infindavelmente mais vantajoso que o perigoso cheque especial.
  • Especialistas garantem que fugir do cheque especial é a melhor saída. Tenha cautela e avalie bem o limite do serviço, já que os juros anuais beiram os 158% de custo.
  • Penhorar objetos pode ser uma boa alternativa. O dinheiro sai na hora e você não precisa ter nenhum vínculo com o banco. Joias, pratarias, canetas e relógios de luxo, além de pedras preciosas são avaliados por profissionais e, a partir daí, 85% do valor do bem é oferecido.
  • O tempo para pagamento é de 180 dias, e você pode reduzir a dívida, amortizando parcelas ou o empréstimo integral. Se não ocorrer o pagamento, o bem vai a leilão, mas antes disso, o banco entra em contato com o dono, avisando-o da inadimplência e oferecendo outras alternativas para pagamento ou então, a possibilidade de recuperação daquele objeto. O cliente também está seguro em caso de roubo, já que ele é indenizado em 1,5 vezes o valor feito pelo avaliador. Lembrando ainda que a operação só pode ser feita pela Caixa Econômica Federal.
  • Cuidado com a fatura do cartão de crédito. Os juros anuais podem chegar a 238%, de acordo com pesquisas. Portanto, evite parcelas longas. Se o produto for caro, junte uma graninha para pagar à vista. Se não for possível, compre, mas esteja ciente do valor que você pagará no final de tudo. Cuidado com as pequenas compras. Um cafezinho aqui, algumas revistas acolá somados, podem virar uma conta maior do que você imagina. Deixe essas miudezas para pagar com dinheiro ou débito. Deixe o crédito para as compras de maior valor e pague a fatura INTEIRA no final do mês.
  • Aproveite as promessas de ano novo para traçar metas para o bom gerenciamento dele. Poupar está em ligação direta com o planejamento financeiro. Liste todas as despesas do período determinado. Se você vive com a família, inclua-os na elaboração desse projeto e agregue à lista as despesas deles também.

Dicas Úteis

  • Tenha metas realistas. Não adianta nada impor limites impossíveis.
  • Para cortar despesas, olhe bem para aquilo que mais pesa no orçamento.
  • Tenha sempre alguma reserva para imprevistos.
  • Comece com metas de menor prazo. Estabeleça dois meses, por exemplo.
  • Planeje as compras. Ao comprar um carro, por exemplo, leve em conta o gastos extras de um veículo: pagar IPVA, seguro, revisões e outros.
  • Reveja o orçamento sempre.
  • Avalie se há como obter uma fonte alternativa de aumentar a renda.
  • A vida financeira também é um importante item familiar. Todos precisam sentir-se responsáveis pela saúde financeira da família.